Português Irado

ATIVIDADE DE LITERATURA – CANÇÃO DE EXÍLIO / CANÇÃO DO AUXÍLIO

ATIVIDADE DE LITERATURA – CANÇÃO DO EXÍLIO / CANÇÃO DO AUXÍLIO (Nível Médio)

          Você sabia que criticar não é apenas mostrar os defeitos de algo ou de alguém? A crítica que promove a renovação e o desenvolvimento é a “crítica avaliativa ou construtiva”. Nela são feitas reflexões a respeito do valor de determinadas coisas. Aí, sim, podem-se descobrir defeitos e virtudes e medir o equilíbrio (ou desequilíbrio) existente entre esses elementos. A partir desse passo é que se pode reformular algo, fazê-lo funcionar melhor.

       Os textos a seguir apresentados apontam qualidades e defeitos existentes no Brasil. O primeiro poema, Canção do Exílio, do poeta Gonçalves Dias, é conhecidíssimo e expressa um sentimento de saudade que idealiza a pátria distante, tornando-a o paraíso mais desejável.

          O segundo poema, Canção do Auxílio, é uma paródia, isto é, um texto que retoma outro existente, utilizando-se de sua estrutura, mas alterando a essência da mensagem, na maioria das vezes de forma sarcástica ou irônica.

 

Texto A – Canção do Exílio (Gonçalves Dias) Texto B – Canção do Auxílio (autor desconhecido)
 

Minha terra tem palmeiras

Onde canta o sabiá;

As aves, que aqui gorjeiam,

Não gorjeiam como lá.

 

Nosso céu têm mais estrelas,

Nossas várzeas têm mais flores,

Nossos bosques têm mais vida

Nossa vida mais amores.

 

Em cismar, sozinho, à noite,

Mais prazer encontro eu lá;

Minha terra tem palmeiras,

Onde canta o sabiá.

 

Minha terra tem primores,

Que tais não encontro eu cá;

Em cismar – sozinho, à noite –

Mais prazer encontro eu lá:

Minha terra tem palmeiras,

Onde canta o sabiá.

 

Não permita Deus que eu morra,

Sem que eu volte para lá:

Sem que desfrute os primores

Que não encontro por cá:

Sem qu’inda aviste as palmeira,

Onde canta o sabiá.

 

Minha terra tem riqueza

Que não dá pra avaliar

Tudo aqui é muito farto,

Mas difícil de comprar;

Não permita Deus que eu morra,

Sem fortuna acumular.

 

A Praça dos Três Poderes

Mais parece  mina de ouro,

Onde políticos espertos

Buscam, incansáveis, o tesouro.

 

Minha terra tem políticos que,

Em tempos de campanha,

Compram muitos eleitores

Usando conhecidas artimanhas.

 

Aqui se compra de tudo

Com a melhor intenção.

Compra-se até deputado

Para garantir eleição.

 

Minha terra tem fortuna

Que poucas nações têm.

Tem políticos corruptos

E corruptores também.

 

Após a leitura atenta dos textos acima, responda:

  1. De acordo com a sua análise, qual o sentimento que o Texto A desperta no leitor?
  2. E qual a mensagem que o Texto B tenta transmitir ao leitor?
  3. Qual a principal característica do Brasil que o Texto A destaca?
  4. E qual a principal característica do Brasil que o texto B destaca?
  5. Os dois textos mostram virtudes e defeitos existentes no país, vistos sob o ponto de vista de cada autor. No primeiro texto, o autor só vê virtudes; no segundo texto, o autor só vê defeitos. Baseado neles, escreva um pequeno texto, onde você mesclará tanto as virtudes quanto os defeitos que você conhece e que existem no Brasil de hoje. Você pode e deve defender e criticar as situações apresentadas.

_____________________________________________________________________________

GABARITO

  1. O sentimento de amor e saudade da terra natal.
  2. Transmite a ideia de que o país é rico, mas todos os políticos são corruptos.
  3. A beleza natural do país.
  4. A riqueza do país, porém a classe política é corrupta.
  5. Resposta pessoal. Mostre sua redação a um professor de Português para ajudá-lo a corrigir as imperfeições cometidas. 
 
Comentários

No comments yet.

Leave a Reply