Português Irado

SINTAXE 6 – Vozes do verbo: ativa, passiva e reflexiva. Uso dos pronomes na construção de orações.

NOÇÕES DE SINTAXE – ROTEIRO Nº 6

1 – TEMA: Vozes do verbo: ativa, passiva e reflexiva. Uso dos pronomes pessoais na construção de orações.

2 – PRÉ-REQUISITO:

. Ler com compreensão.

. Ter concluído com êxito, o estudo dos Roteiro 1, 2, 3, 4 e 5 desta Série.

. Ter conhecimento básico das classes de palavras, estudadas na Série Noções de Morfologia (www.portuguesirado.com)

3 – META: Ao concluir o estudo deste Roteiro, o aluno deverá ser capaz de:

. identificar as orações de acordo com a voz do verbo;

. construir orações de acordo com a voz do verbo

4 – ATIVIDADES DE ESTUDO: Ler com entendimento é pré-requisito para se aprender qualquer coisa atra­vés da leitura. Por isso, leia os textos com bastante atenção. Sem pressa. Não pule frases ou trechos, por achar que não são importantes. Quando não souber o significado de alguma palavra, consulte o dicionário. Portanto, faça o seguinte:

a) Tenha um dicionário de Português ao seu alcance, para consultá-lo sobre as palavras que você desco­nhece o significado;

b) Procure um lugar sossegado para ler os textos e fazer os exercícios;

c) Leia primeiro o texto; faça em seguida os exercícios; compare suas respostas com o gabarito e veja o que errou; retorne ao texto para verificar o porquê do erro.

5 – PÓS-AVALIAÇÃO: Após ter feito o estudo dos textos e os exercícios, responda às questões propostas na Auto-avaliação. Creio que você agora, acertará todas. Caso isso não aconteça, consulte as orientações dadas nas Atividades Suplementares.

6 – ATIVIDADES SUPLEMENTARES: Se você não conseguiu alcançar 80 pontos na Pós-avaliação, volte à leitura dos textos, agora com mais atenção. Sem pressa. A leitura com compreensão é a base da aprendi­zagem.

__________________________________

ANEXO A  – VOZES DO VERBO

NOTA EXPLICATIVA

Em geral, as gramáticas trazem este assunto ligado ao estudo Morfológico do verbo. Entretanto, como tal assunto tem ligação direta com o que iremos abordar nos próximos Roteiros de Sintaxe, e para que os conceitos não fiquem adormecidos ou esquecidos por nossos alunos, decidimos apresentá-lo aqui, neste Roteiro e nesta Série.

VOZES DO VERBO: ativa, passiva e reflexiva.

Nos Roteiros 22, 23 e 24 da Série Noções de Morfologia, você estudou a classe gramatical VERBO: suas flexões e seu emprego.

Aqui, você vai aprender um novo aspecto dessa palavra que tem muito a ver com SINTAXE: as vozes do verbo.

Vamos começar nossas considerações afirmando que não foi à-toa que João Ferreira de Almeida traduziu para o português a passagem bíblica contida no Evangelho de João 1:1:

“No princípio era o VERBO, e o VERBO estava com Deus e o VERBO era Deus.”

O verbo, como classe gramatical, traduz ação, comando. É ele que dá vida às palavras na frase. É por causa dele que as outras palavras são entendidas e exercem determinadas funções. E para que os leitores da Bíblia, em português, pudessem entender quem é Deus nesta passagem, o tradutor usou uma palavra – verbo – cujo significado nos dá uma pista segura para entendermos a natureza do deus cristão.

O que é voz do verbo?

Quando se pensa em voz, vem à nossa mente a fala de alguém, o som emitido por uma pessoa, transmitindo uma mensagem. Essa noção de voz, de certa forma, foi estendida ao verbo, não como som, é óbvio, mas como a transmissão de uma mesma mensagem que pode ser apresentada, na frase, de três maneiras diferentes. Essa maneira diferente de dizer a mesma coisa ficou conhecida, na gramática, como:

  1. Voz ativa – quando o sujeito da oração executa a ação do verbo é um sujeito agente. A oração está na voz ativa.

Ex: “Ele a possuiu.” (Gênesis 16:4)

  1. Voz passiva – quando o sujeito da oração recebe ou sofre a ação do verbo é um sujeito paciente. A oração está na voz passiva.

Ex: “… sua senhora foi por ela desprezada.” (Gênesis 16:4)

  1. Voz reflexiva – Quando o sujeito da oração executa e recebe a ação do verbo é um sujeito agente e paciente. A oração está na voz reflexiva.

Ex: “Prostrou-se Abrão…” (Gênesis 17:3)

___________________________________

VOZ ATIVA

No exemplo dado na voz ativa, a oração nos informa que alguém (ele) possuiu (no sentido de ter tido relações sexuais) alguém (a = ela), isto é, ele (o sujeito da oração) executou a ação do verbo (possuiu).

Esta frase está no seguinte contexto: Abraão, esposo de Sara, teve relações sexuais com Agar (uma escrava), a qual engravidou. Esta história encontra-se no livro de Gênesis, capítulo 16. Voltemos ao Português.

A mesma mensagem, ele a possuiu, pode ser escrita ou dita assim: ela foi possuída por ele. Estamos dizendo a mesma coisa, mas de forma diferente. Observe as formas:

Voz ativa                                            Voz passiva

1. Ele a possuiu.                                             2. Ela foi possuída por ele.

Sujeito simples – ele                                           Sujeito simples – ela

Predicado verbal – a possuiu                           Predicado verbal – foi possuída por ele

Núcleo do predicado verbal – possuiu           Núcleo do predicado – foi possuída

Complemento verbal – a (ela)                          Complemento verbal – por ele

Na forma 1, o sujeito faz a ação (sujeito agente); na forma 2, o sujeito sofre a ação (sujeito paciente). As orações da forma ativa podem ser transformadas para a voz passiva, ou vice-versa, desde que o verbo usado seja verbo transitivo direto, isto é, exija um complemento ligado a ele sem preposição.

Para passar uma oração da voz ativa para a passiva é necessário que:

  • se identifique o sujeito da oração na voz ativa, que será o complemento do verbo acompanhado da preposição por, de ou pelo(-a,-os, -as), na voz passiva;
  • se identifique, na voz ativa,  o complemento do verbo transitivo direto, o qual será o sujeito na voz passiva;
  • se use um verbo auxiliar (ser ou estar) conjugado no tempo do verbo principal e fazendo a concordância com o sujeito;
  • se use o verbo principal no modo particípio.

Foi o que fizemos com a oração acima.

___________________________________

VOZ PASSIVA

Observe, agora, o exemplo dado na voz passiva. Antes devemos colocar a frase na ordem direta: sua senhora foi desprezada por ela. A oração nos informa que o sujeito (sua senhora) sofreu a ação do verbo (foi desprezada) que foi executada por outro (por ela).

Voz passiva                                            Voz ativa

1. Sua senhora foi desprezada por ela              2. Ela desprezou sua senhora

sujeito simples – sua senhora                                            sujeito simples – ela

predicado verbal – foi desprezada por ela                       predicado verbal – desprezou sua senhora

núcleo do predicado – foi desprezada                               núcleo do predicado – desprezou

complemento verbal – por ela                                             complemento verbal – sua senhora

Para fazer o inverso, isto é, passar uma oração da voz passiva para a ativa é necessário que:

  • se identifique o sujeito da oração da voz passiva, que será complemento verbal na voz ativa;
  • se identifique, na voz passiva, o complemento verbal, que será o sujeito da voz ativa;
  • o verbo conjugado no modo particípio, passe a ser conjugado no tempo e modo do verbo auxiliar (ser)
  • o verbo auxiliar seja excluído da frase.

Atenção: Passar uma oração da voz ativa para a passiva ou vice-versa trocando apenas o lugar das palavras nas frases, sem se fazer uso do jogo dos verbos, fará com que a mensagem seja alterada. Veja:

1. Ela desprezou sua senhora.      2. Sua senhora desprezou-a.  (a=ela)

Observe que na oração 1, o sujeito (ela) faz a ação e aparece no início da frase, que é onde normalmente vem o sujeito.

Na oração 2, o sujeito (sua senhora) também vem no início da frase, mas agora a frase não diz a mesma coisa. A afirmação é totalmente diferente. O que faltou? Faltou fazer o uso do verbo auxiliar e do verbo principal nas condições informadas na explicação dada. Portanto, não troque apenas o lugar do sujeito na frase; faça a substituição correta dos verbos, pois são eles que “dão as ordens às palavras” na frase.

____________________________________________

VOZ REFLEXIVA

No exemplo dado acima, de voz reflexiva, temos:

“Prostrou-se Abrão…”

O sujeito (Abrão) executa a ação (prostrou) e sofre a ação do verbo. O sujeito executa a ação nele mesmo. O que nos indica essa situação é o pronome “se”. Por isso ele é conhecido como pronome reflexivo ou pronome apassivador. É como se estivéssemos dizendo: Abrão prostrou a si mesmo.

Veja outro exemplo:

“Volta para tua senhora e humilha-te sob sua mãos”. (Gênesis 16:9)

Faça os exercícios para fixar o assunto:

1. Complete as frases com um pronome reflexivo:

  1. A criança sujou ______ na terra.
  2. Eles ____ feriram com o canivete.
  3. Vou preparar_____ para a viagem.
  4. Assim nós _____ prejudicamos.
  5. Os rapazes banhavam____ no rio.
  6. Tu _____ machucaste?

2. Identifique em que voz (ativa, passiva, reflexiva) está cada oração abaixo:

a) A mãe sacrificou-se pelos filhos.

b) O aluno foi repreendido pelo professor.

c) Estes homens plantaram milho.

d) Considero-me aprovado nos exames.

e) Abriram-se várias escolas.

f) O criminoso matou-se, na prisão.

g) Nós faremos a prova amanhã.

3. Identifique o sujeito das orações e classifique-os (simples, composto, indeterminado, inexistente/agente, paciente); informe o tipo de voz da frase (ativa ou passiva); e passe a oração para a voz ativa ou passiva, conforme o caso. Damos abaixo o primeiro exemplo respondido para você saber como deve fazer o exercício.

a) Os alunos terminaram os exercícios.

Sujeito simples/agenteos alunos

Voz – ativa

Oração na voz passivaOs exercícios foram terminados pelos alunos.

b) A lição foi bem explicada pelo professor.

Sujeito ______________ –

Voz –

Oração na voz _________ –

c) As árvores estavam cobertas de flores.

Sujeito ______________ –

Voz –

Oração na voz _________ –

d) Mamãe fazia doces.

Sujeito _____________ –

Voz –

Oração na voz __________ –

e) O hino é cantado pelos alunos.

Sujeito _____________ –

Voz –

Oração na voz __________ –

f) os colegas organizarão a festa.

Sujeito ___________ –

Voz –

Oração na voz __________ –

4. Transforme as orações da voz ativa para a voz passiva.

a) Ela despediu a empregada.

b) A empregada serviu o jantar.

c) Teresa regava as plantas.

d) A mãe acariciou o bebê.

e) O carro atropelou o pedestre.

f) Nós recitaremos o poema.

g) Os operários iniciarão a construção da casa.

5. Agora, transforme essas orações da voz passiva para a voz ativa.

a) A valsa foi tocada pelo pianista.

b) A cidade será destruída pelos inimigos.

c) A lavoura foi prejudicada pelos insetos.

d) Esta casa está alugada por meus amigos.

e) Seu livro foi lido por todos os alunos.

f) Esta ordem foi dada pelo diretor.

g) A colega era conhecida por todos.

_____________________________________________________________

Gabarito

Questão1.

  1. A criança sujou-se na terra.
  2. Eles se feriram com o canivete.
  3. Vou preparar-me para a viagem.
  4. Assim nós nos prejudicamos.
  5. Os rapazes banhavam-se no rio.
  6. Tu te machucaste?

Questão 2.

a) reflexiva    b) passiva    c) ativa    d) reflexiva    e) passiva     f) reflexiva   g) ativa

Questão 3.

b) A lição foi bem explicada pelo professor.

Sujeito simples/paciente – a lição

Voz – passiva

Oração na voz ativa – O professor explicou a lição.

c) As árvores estavam cobertas de flores.

Sujeito simples/paciente – as árvores

Voz – passiva

Oração na voz ativa – Flores cobriam as árvores

d) Mamãe fazia doces.

Sujeito simples/agente – Mamãe

Voz – ativa

Oração na voz passiva – Doces eram feitos por mamãe

e) O hino é cantado pelos alunos.

Sujeito simples/paciente – o hino

Voz – passiva

Oração na voz ativa – os alunos cantam o hino.

f) Os colegas organizarão a festa.

Sujeito simples/agente – os colegas

Voz – ativa

Oração na voz passiva – a festa será organizada pelos colegas.

Questão 4

a) A empregada foi despedida por ela.

b) O jantar foi servido pela empregada.

c) As plantas eram regadas por Teresa.

d) O bebê foi acariciado pela mãe.

e) O pedestre foi atropelado pelo carro.

f)  O poema será recitado por nós.

g) A construção da casa será iniciada pelos operários.

Questão 5.

a) O pianista tocou a valsa.

b) Os inimigos destruirão a cidade.

c) Os insetos prejudicaram a lavoura.

d) Meus amigos alugam esta casa.

e) Todos os alunos leram seu livro.

f)  O diretor deu esta ordem.

g) Todos conheciam a colega.

_________________________________________________

Anexo B – Função e emprego dos pronomes pessoais nas vozes do verbo

Na situação que vamos apresentar-lhe a seguir, você deverá lembrar-se do emprego dos pronomes pessoais:

  • os pronomes pessoais retos exercem sempre a função de sujeito ou, às vezes, de complemento do verbo (agente da passiva): eu, tu, ele, nós, vós, eles;
  • os pronomes pessoais oblíquos exercem a função de complementos do verbo mas nunca serão sujeito da oração: me, mim, te, ti, lhe, o, a, se, si, nos, vos, lhes, os, as, se, si

Veja agora o exemplo seguinte:

Voz ativa – “(tu) Reconhece-o em todos os teus caminhos…” (Provérbios 3:6)

Voz passiva –  Ele é reconhecido (por ti) em todos os teus caminhos.

Na oração em voz ativa, aparece o complemento do verbo reconhecer, representado pelo pronome oblíquo “o (3ª pessoa) que é um termo paciente, isto é, sofre a ação verbal.

Na voz passiva, o termo paciente ( o ) da voz ativa passa a ser sujeito. Como somente os pronomes retos podem exercer esta função (de sujeito), usamos o pronome correspondente – ele – na construção da nova frase.

Vamos aos exercícios:

Passe as orações para a voz passiva usando somente pronomes retos ou oblíquos:

a)     Eu observei seu trabalho.

b)     Tu trouxeste esta carta.

c)     O diretor elogiou-nos.

d)     Mário encontrou-a no parque.

e)     Eu te perdoei.

f)      A polícia o prendeu.

g)     Ele distribuiu os brinquedos.

________________________________________

Gabarito.

a)      Ele foi observado por mim.

b)      Ela foi trazida por ti.

c)      Nós fomos elogiados por ele.

d)      Ela foi encontrada por ele no parque

e)      Tu foste perdoado por mim.

f)       Ele foi prendido (ou preso) por ela.

g)      Eles foram distribuídos por ele.

___________________________________________

Anexo C – Diferença de emprego do pronome “se” como agente da passiva na voz passiva e como pronome reflexivo na voz reflexiva.

O pronome “se”  pode exercer várias funções na oração. No momento interessa-nos saber como reconhecer se a oração está na voz passiva ou reflexiva quando ele aparece na frase. É simples. Observe as orações:

1. Consertam-se bicicletas.     2. Bicicletas são consertadas.

Os exemplos acima são formas diferentes de uma oração aparecer na voz passiva. Na primeira oração quem é que sofre a ação do verbo? Isso mesmo: são as bicicletas. “As bicicletas” é um termo paciente, isto é, aquele que sofre a ação do verbo. Veja que tanto na primeira quanto na segunda oração a ideia continua a mesma: são as bicicletas que sofrem a ação do verbo. Tanta a primeira como a segunda oração estão na voz passiva. São formas diferentes para apresentar a mesma ideia: na primeira usou-se o pronome “se”; na segunda usou-se a forma tradicional (verbo auxiliar + particípio do verbo principal)

Agora preste atenção no exemplo.

1. A moça penteava-se.

Quem faz a ação do verbo? A moça. Quem sofre a ação do verbo? A moça.

Conclui-se que esta oração está na voz reflexiva. E quem nos dá esta pista é o pronome “se”, pois é ele que determina que a ação do verbo acontece em um só termo: a moça.

Observe que nos dois primeiros exemplos não são as bicicletas que se consertam. As bicicletas não fazem a ação: elas apenas sofrem a ação. Já as moças fazem ação e elas mesmas sofrem essa ação do verbo.

Compare:

1. Consertam-se bicicletas.     2. A moça penteava-se.

Usou-se o “se”, mas as orações estão em voz diferente. A primeira está na voz passiva; a segunda está na voz reflexiva.

Vamos aos exercícios.

1. Faça a forma correspondente da voz passiva, usando o verbo mais o pronome “se”:

a)     As aulas foram suspensas.

b)     Sua ordem foi cumprida.

c)     O ladrão foi perseguido.

d)     Os rebeldes foram castigados.

e)     A boa aluna foi elogiada.

2. Complete corretamente as frases usando uma das formas verbais indicadas entre parêntese:

a)     ______ carros em bom estado. (compra-se/compram-se)

b)     ______um apartamento no centro da cidade. (vende-se/vendem-se)

c)     ______ gritos. (ouvi-se/ouviram-se)

d)     ______ todas as luzes. (apagaram-se/apagou-se)

e)     ______ o relógio antigo. (consertou-se/ consertaram-se)

___________________________________________

Gabarito.

Questão 1:

a)      Suspenderam-se as aulas.

b)      Cumpriu-se sua ordem.

c)      Perseguiu-se o ladrão.

d)      Castigaram-se os rebeldes.

e)      Elogiou-se a boa aluna.

Questão 2:

a) compram-se     b) vende-se    c) ouviram-se    d) apagaram-se     e) consertou-se

_______________________________________________

AUTO-AVALIAÇÃO

A. Nas orações abaixo faça o que se pede:

1 – indique e classifique o sujeito em agente ou paciente; e dentre esses se o sujeito é simples, composto, indeterminado ou inexistente

2 – informe em que voz a oração está.

Veja como fazer o exercício:

As crianças comeram o bolo.

1 – sujeito simples agente: as crianças

2 – voz ativa

a) Os alunos terminaram seus exercícios.

1 –

2 –

b) A lição foi bem explicada pelo professor.

1 –

2 –

c) As árvores estavam cobertas de flores.

1 –

2 –

d) Mamãe fazia doces.

1 –

2 –

e) O hino é cantado pelos alunos.

1 –

2 –

f) Os colegas organizarão a festa.

1 –

2 –

B. Transforme as orações da voz ativa para a voz passiva:

1) Ela despediu a empregada.

2) A empregada serviu o jantar.

3) Teresa regava as plantas.

4) A mãe acariciou o bebê.

5) O carro atropelou o pedestre.

6) Nós recitaremos o poema.

7) Os operários iniciarão a construção da casa.

8) Eu vendo estes objetos.

C. Transforme as orações da voz passiva para a voz ativa:

1) A valsa foi tocada pelo pianista.

2) A cidade será destruída pelos inimigos.

3) A lavoura foi prejudicada pelos insetos.

4) Esta casa está alugada por meus amigos.

5) Seu livro foi lido por todos os alunos.

6) Esta ordem foi dada pelo diretor.

7) A colega era conhecida por todos.

D. Transforme as orações da voz passiva para a voz ativa, usando como complemento do verbo o pronome oblíquo correspondente ao sujeito da voz passiva:

Veja como fazer o exercício.

Ele foi elogiado pelo diretor.     O diretor o elogiou.

1) Elas foram atendidas pelo presidente.

2) Eles foram expulsos pelo juiz.

3) Ela foi condecorada pelo prefeito.

4) Nós fomos curados pelo médico.

5) Eles foram aplaudidos pelo público.

E. Transforme as orações da voz ativa para a passiva mudando o pronome oblíquo que é complemento do verbo na voz ativa, pelo pronome reto correspondente na voz passiva.

1. O caminhoneiro avisou-nos.

2. Minha amiga convidou-me para jantar.

3. A polícia o procurará.

4. O povo o aclamou.

5. Nós o encontramos na rua.

F. As frases abaixo estão todas na voz passiva. Escreva a outra forma de voz passiva utilizando o pronome SE.

1) Casas são vendidas.

2) O jogo foi realizado.

3) A casa foi construída.

4) As pontes foram destruídas.

5) A casa foi enfeitada.

6) As cartas foram expedidas.

G. Identifique se a oração está na voz passiva ou reflexiva.

1. O garoto feriu-se levemente.

2. Eles se olharam por um instante.

3. Infelizmente ele se enganou.

4. Ela se admirava horas e horas diante do espelho.

5. Após a vitória, os jogadores se abraçaram calorosamente.

6. Resolve-se isso muito facilmente.

7. Ouviu-se um forte assobio.

8. Destruíram-se as pontes velhas.

9. O menino se machucou.

10. Rasgaram-se estas páginas.

11. Vendem-se estas casas.

12. Conserta-se relógio.

13. Fazem-se chaves.

_________________________________________________

GABARITO – Atribua 2 pontos para cada frase respondida corretamente. Se você alcançou 80% de acerto considere-se apto no assunto.

Questão A.

a) Os alunos terminaram seus exercícios.

1 – sujeito simples agente: os alunos

2 – voz ativa

b) A lição foi bem explicada pelo professor.

1 – sujeito simples paciente: a lição

2 – voz passiva

c) As árvores estavam cobertas de flores.

1 – sujeito simples paciente: as flores

2 – voz passiva

d) Mamãe fazia doces.

1 – sujeito simples agente: mamãe

2 – voz ativa

e) O hino é cantado pelos alunos.

1 – sujeito simples paciente: o hino

2 – voz passiva

f) Os colegas organizarão a festa.

1 – sujeito simples agente: os colegas

2 – voz ativa

Questão B.

1) Ela despediu a empregada. A empregada foi despedida por ela.

2) A empregada serviu o jantar. O jantar foi servido pela empregada.

3) Teresa regava as plantas. As plantas eram regadas por Teresa.

4) A mãe acariciou o bebê. O bebê foi acariciado pela mãe.

5) O carro atropelou o pedestre. O pedestre foi atropelado pelo carro.

6) Nós recitaremos o poema. O poema será recitado por nós.

7) Os operários iniciarão a construção da casa. A construção da casa será iniciada pelos operários.

8) Eu vendo estes objetos. Estes objetos são vendidos por mim.

Questão C.

1) A valsa foi tocada pelo pianista. O pianista tocou a valsa.

2) A cidade será destruída pelos inimigos. Os inimigos destruirão a cidade.

3) A lavoura foi prejudicada pelos insetos. Os insetos prejudicaram a lavoura.

4) Esta casa está alugada por meus amigos. Meus amigos alugam esta casa.

5) Seu livro foi lido por todos os alunos. Todos os alunos leram seu livro.

6) Esta ordem foi dada pelo diretor. O diretor deu esta ordem.

7) A colega era conhecida por todos. Todos conheciam a colega.

Questão D.

1) Elas foram atendidas pelo presidente. O presidente as atendeu.

2) Eles foram expulsos pelo juiz. O juiz os expulsou.

3) Ela foi condecorada pelo prefeito. O prefeito a condecorou.

4) Nós fomos curados pelo médico. O médico nos curou.

5) Eles foram aplaudidos pelo público. O público os aplaudiu.

Questão E.

1. O caminhoneiro avisou-nos. Nós fomos avisados pelo caminhoneiro.

2. Minha amiga convidou-me para jantar. Eu fui convidada por minha amiga para jantar.

3. A polícia o procurará. Ele será procurado pela polícia.

4. O povo o aclamou. Ele foi aclamado pelo povo.

5. Nós o encontramos na rua. Ele foi encontrado por nós na rua.

Questão F.

1) Casas são vendidas. Vendem-se casas.

2) O jogo foi realizado. Realizou-se o jogo.

3) A casa foi construída. Construiu-se a casa.

4) As pontes foram destruídas. Destruíram-se as pontes.

5) A casa foi enfeitada. Enfeitou-se a casa.

6) As cartas foram expedidas. Expediram-se as cartas.

Questão G.

1. O garoto feriu-se levemente. reflexiva

2. Eles se olharam por um instante. reflexiva

3. Infelizmente ele se enganou. reflexiva

4. Ela se admirava horas e horas diante do espelho. reflexiva

5. Após a vitória, os jogadores se abraçaram calorosamente. reflexiva

6. Resolve-se isso muito facilmente. passiva

7. Ouviu-se um forte assobio. passiva

8. Destruíram-se as pontes velhas. passiva

9. O menino se machucou. reflexiva

10. Rasgaram-se estas páginas. passiva

11. Vendem-se estas casas. passiva

12. Conserta-se relógio. passiva

13. Fazem-se chaves. passiva

_________________________________________________________

LEITURA SUPLEMENTAR.

EMÍLIA VISITA DONA SINTAXE

Dona Sintaxe despediu aquele Período e chamou outro.

–   Aproxime-se uma oração na Voz Ativa! Depressa!

Muito lampeira, destacou-se do grupo uma Oração que dizia assim: O GATO COMEU O PICA-PAU.

–   Que história de Voz Ativa é essa? – indagou Emília.

-   Já irá saber – respondeu a Senhora Sintaxe e, voltando-se para a nova oraçãozinha: – Você está na Voz Ativa, não é assim? Pois então passe para a Voz Passiva para essa boneca ver.

Incontinenti, a oraçãozinha desmanchou-se toda para formar outra da seguinte maneira: O PICA-PAU FOI COMIDO PELO GATO.

–    Muito bem! – aprovou Dona Sintaxe.

E para os meninos:

-    Notem que PICA-PAU, que é Objeto Direto da primeira Oração, passou a ser Sujeito desta última, e reparem que o Sujeito da primeira (GATO) passou a ser Complemento.

–   Que Objeto Direto é esse que apareceu aí sem mais nem menos? – berrou Emília.

-   Objeto Direto é aquilo que completa o sentido do Verbo diretamente. A gente pergunta ao Verbo: o quê? E a resposta é o tal Objeto Direto. O GATO COMEU o quê? O PICA-PAU. Logo, PICA-PAU é o Objeto Direto.

-   Que peste é a tal Gramática! – disse Emília. – Tem coisas que não acabam mais. Só sinto que em vez de ter comido o pobre pica-pau o gato ano tivesse comido a Senhora Gramática, com todas estas damas que andam por aqui…

Dona Sintaxe não ouviu e continuou:

- Por meio destas passagens de Sujeito para Complementos e de Complementos para Sujeito é que as Orações passam da Voz Ativa para a Voz Passiva. Entenderam?

Os meninos fizeram com a cabeça que sim.

Durante toda a conversa Quindim manteve-se de parte, ouvindo com muita atenção as palavras da grande dama e aprovando-a com movimentos de chifre. Emília, que gostava de tirar a prova de tudo, foi ter com ele para lhe perguntar, num cochicho:

– Que acha desta senhora, Quindim? Sabe mesmo gramática ou está nos tapeando?

O rinoceronte riu-se filosoficamente.

- Como não há de saber, Emília, se ela é a Sintaxe, ou uma das partes da própria Gramática? A Sintaxe de um lado e a Lexeologia de outro formam a Gramática inteira. Nunca duvide do que a Senhora Sintaxe disser…

(MONTEIRO LOBATO, Emília no País da Gramática)

 
Comentários

Muito bom! Gostei!

Ótimo***

Muito bom! Isso que é site!

Muito bom!!! Ótima explicação e excelente maneira de fixar o aprendizado… Parabéns!!!

Muito bom! Excelente a forma de elaboração das questões. Claras e de fácil entendimento.

Leave a Reply