Português Irado

Tema 5: Tonicidade das palavras.

LIÇÕES DE PORTUGUÊS               –              Roteiro nº 5

I – TEMA: Classificação das palavras de acordo com o nº de sílabas. Tonicidade das palavras. Sílaba tônica e átona. Classificação das palavras de acordo com a localização da sílaba tônica.

II – PRÉ-REQUISITO:    1. Ler compreensivamente

2. Ter concluído com êxito o estudo do Roteiro nº 4 ou ter noções de sílaba e divisão silábica.

III – META: As atividades deste roteiro foram organizadas com o objetivo de oferecer condições de aprendizagem sobre:

. classificação das palavras de acordo com o nº de sílabas

. noções de sílabas átonas e tônicas

. classificação das palavras de acordo com a localização da sílaba tônica

IV – PRÉ-AVALIAÇÃO: Antes de ler as Atividades de Estudo, responda às questões da Auto-avaliação. Ela é o termômetro que vai medir a profundidade do seu conhecimento quanto ao assunto desta lição. Se você obtiver um mínimo de 80 pontos, parabéns! Você não precisa estudá-la. Caso contrário, aconselho que leia com bastante atenção as atividades de estudo, procurando entender as explicações dadas, referentes às questões que você não respondeu corretamente.

V – ATIVIDADES DE ESTUDO: Ler com entendimento é pré-requisito para se aprender qualquer coisa através da leitura. Portanto, faça o seguinte:

1. Tenha um dicionário de Português ao seu alcance para consultá-lo sobre as palavras que você desconhece o sentido.

2. Leia sem pressa. Procure um lugar sossegado para ler os textos e fazer os exercícios. Lembre-se: a pressa é inimiga da perfeição! Aquilo que você entender, jamais esquecerá!

3. Leia primeiro os textos; faça os exercícios logo em seguida, seguindo a ordem dos Anexos; compare suas respostas com o gabarito; veja o que errou e retorne ao texto para verificar o porquê do erro.

VI – PÓS-AVALIAÇÃO: Após ter feito a leitura compreensiva dos textos e feito os exercícios, responda às questões da avaliação proposta na Auto-avaliação. Creio que agora você acertará todas. Caso isso, não ocorra, consulte as orientações dadas nas Atividades Suplementares.

VII – ATIVIDADES SUPLEMENTARES: Se você não conseguiu alcançar 80 pontos na Auto-Avaliação, não desanime. Volte à leitura dos textos. Sem pressa. Tenha ao seu lado um dicionário para consultar o significado das palavras que você não conhece. O dicionário não é o “pai dos burros” e sim, dos inteligentes, pois são os inteligentes que não perdem tempo (e nem dinheiro!). A leitura com entendimento é a base da aprendizagem.

______________________________________________________________________________________

ANEXO A – Interpretação de texto

O texto abaixo está com os parágrafos numerados para facilitar a localização dos conceitos, palavras e expressões.

POESIA DO TEMPO

1.     O equívoco entre poesia e povo já é demasiadamente sabido para que valha a pena insistir nele. Denunciemos antes o equívoco entre poesia e poetas. A poesia não se “dá”, é hermética ou inumana, queixam-se por aí. Ora, eu creio que os poetas poderiam demonstrar o contrário ao público. De que maneira? Abandonando a idéia de que poesia é evasão. E aceitando alegremente a idéia de que poesia é participação. Não basta dizer que já não há torres de marfim; a torre desmoronou-se pelo ridículo, porém muitos poetas continuam vendo na poesia um instrumento de fuga da realidade ou de correção do que essa realidade ofereça de monstruoso e de errado. Desenvolve-se então entre eles a linguagem cifrada, que nenhum leigo entende, e que suscita o equívoco já célebre entre poesia e povo.

2.     Participação na vida, identificação com os ideais do tempo (e esses ideais existem sempre, mesmo sob as mais sórdidas aparências de decomposição), curiosidade e interesse pelos outros homens, apetite sempre renovado em face das coisas, desconfiança da própria e excessiva riqueza interior, eis aí algumas indicações que permitirão talvez ao poeta deixar de ser um bicho esquisito para voltar a ser, simplesmente, um homem.

(Carlos Drummond de Andrade, Obra Completa, Rio de Janeiro, 1964)

Responda às questões de acordo com o texto, assinalando apenas uma alternativa:

1. Assinale a frase que melhor expressa o conceito de poesia do autor:

a. (   ) Poesia é evasão          b. (   ) A poesia é hermética       c. (   ) A poesia é inumana     d. (   ) Poesia é participação

2. Transcreva o trecho que melhor expressa o conceito de poesia do autor:

______________________________________________________________________________________

3. Qual o significado de “hermética”, no texto?

a.(   ) estética          b.(   ) difícil            c.(   ) ambígua         d.(   ) impenetrável

4. Qual o equivalente da expressão “a linguagem cifrada”?

a. (   ) a linguagem numérica     b. (   ) um código        c. (   ) a linguagem das cifras     d. (   ) a linguagem objetiva

5. O autor contesta:

a. (   ) o leitor e a poesia      b. (   ) certos leitores e certa poesia      c. (   ) a realidade e o leitor

d. (   ) certos poetas e certa poesia

Ver respostas no final do post.

______________________________________________________________________________________

ANEXO B – Classificação das palavras quanto ao número de sílabas

Conforme o número de sílabas que possuem, as palavras podem ser classificadas em monossílabas, dissílabas, trissílabas e polissílabas.

Monossílabas (mono=uma) são as palavras que apresentam uma única sílaba. Ex.: pá, pé, boi, chá.

Alguns monossílabos só têm significado quando estão inseridos dentro de uma frase; já outros, mesmo quando usados sozinhos conseguem transmitir um significado próprio. Veja o exemplo:       Eu vou ao céu.

Temos uma frase formada por quatro palavras monossílabas. Eu, vou e céu são palavras que possuem sentido próprio, isto é, mesmo quando estão fora de uma frase, transmitem um significado. Por isso são chamadas de monossílabos tônicos. Entretanto, “ao” só tem sentido quando usado em  uma frase. É um monossílabo átono.

Portanto:

Monossílabos tônicos são palavras formadas por uma única sílaba e que possuem significado próprio.
Monossílabos átonos são palavras formadas por uma única sílaba e não possuem significado sozinhos.

Para se saber se um monossílabo é átono ou tônico, basta retirá-lo do meio da frase e verificar se ele ainda transmite algum significado.

Exercícios.

6. Os versos abaixo são do poeta brasileiro Cassiano Ricardo. Você deve identificar e classificar os monossílabos existentes, em átonos ou tônicos:

O mar é belo.

Muito mais belo é ver um barco no mar.

O pássaro é belo.

Muito mais belo é, hoje, o homem voar.

A lua é bela.

Muito mais bela é uma viagem lunar.

Monossílabos átonos Monossílabos tônicos

(Ver respostas no final do post)

Continuemos nosso estudo.

Dissílabas (di=duas)  são palavras compostas de duas sílabas.

Ex.: rua, dia, aula, papel, lápis


Trissílabas (tri=três) são palavras compostas de três sílabas.

Ex.: módulo, encontro, caderno

Polissílabas (poli=muitas) sãopalavras compostas com quatro ou mais sílabas.

Ex.: pedagógico,  portuguesa

Para se saber por quantas sílabas uma palavra é composta, basta aplicar a regra básica de reconhecimento e separação de sílabas, que vimos no Roteiro de Estudo nº 4.

Vamos aos exercícios.

7. Separe, no quadro abaixo, as palavras apresentadas, de acordo com a classificação do número de sílabas.

Casa, foi, dói, medo, chama, sala, Maria, copo, lua, nada, céu, casarão, pipoqueiro, supervisor, minhoca, anexo, discussão, cavalo, chicote, faca, terreno, miserável, senhora, progresso, silencioso, mais, qual, régua, água, comunicação, pneu, jabuticabeira, livro, cerâmica, ficha, açude, conversar, orientador, artesanato, dar, pão, êxito, Irene,
monossílabas dissílabas trissílabas polissílabas

(ver respostas no final do post)

_____________________________________________________________________________________

ANEXO C – Tonicidade das palavras. Sílaba tônica e sílaba átona.

Vimos no Roteiro nº 4 que os fonemas que formam a sílaba possuem um pico de intensidade ao ser pronunciados. Da mesma forma podemos representar uma seqüência de sílabas como um conjunto sonoro numa pauta musical.

Quando você pronuncia as sílabas da palavra é como se o som emitido começasse a subir ou a descer de intensidade. Também você poderá observar que em cada palavra há uma sílaba capaz de se alongar, destacando-se das demais por ser mais forte e mais intensa. Todas as sílabas de uma palavra são pronunciadas com certa intensidade, ou força. A essa intensidade nós damos o nome de TONICIDADE. Acontece que há sílabas que pronunciamos com mais força que as outras, dentro da palavra. Faça o teste, pronunciando a frase abaixo:

corpo  humano  é  fantástico.

Nela distinguimos, numa análise rápida, quais são as sílabas que pronunciamos com mais força.

É como se houvessem dois tipos de notas (sílabas) musicais: umas mais fortes e outras mais fracas. Essas sílabas mais fortes são chamadas de tônicas e as mais fracas são chamadas de átonas.

Sílaba tônica é a sílaba pronunciada com mais força ou intensidade dentro da palavra.
Sílaba átona é a sílaba pronunciada com menor intensidade ou força dentro da palavra.

A distinção entre sílaba tônica e sílaba átona resulta da maior ou menor dosagem de certas características dos sons da fala humana, como:

  • Intensidade – é a força expiratória com a qual produzimos sons fortes e fracos.
  • Tom (ou altura musical) – é a freqüência com que vibram as cordas vocais, produzindo sons altos e baixos.
  • Timbre – é o conjunto sonoro do tom principal e tons secundários, produzindo sons abertos e fechados.

Esses elementos se acham intimamente associados e o conjunto deles é que se chama ACENTO TÔNICO.

Observação: É preciso não confundir acento tônico com acento gráfico. O acento tônico pertence ao domínio da língua falada (Fonética, som); o acento gráfico pertence ao domínio da língua escrita (ortografia, letra, sinal gráfico).

Às vezes o acento tônico coincide com o uso do acento gráfico.

Ex.: bia  (Acento tônico e acento gráfico na mesma sílaba)

Mas nem sempre isto acontece. Ex.: sabia (verbo saber)

Vamos aos exercícios.

8. Transcreva para dentro do colchete apenas a sílaba tônica das palavras abaixo:

1.[     ] alguém          6.[    ] oração            11.[    ] remédio            16.[    ] córrego

2.[     ] tempo             7.[    ] escola             12.[    ] cansaço            17.[    ] cajá

3.[     ] amor               8.[    ] árvore             13.[    ] lâmpada          18.[    ] caju

4.[     ] canção           9.[    ] núcleo             14.[    ] alcançar           19.[    ] avião

5.[     ] estudar         10.[    ] máquina        15.[    ] conseguiu        20.[    ]abacaxi

(Ver resposta no final do post)

_____________________________________________________________________________________

ANEXO D – Classificação das palavras de acordo com a localização da sílaba tônica: oxítonas, paroxítonas, proparoxítonas.

No Roteiro 4, você aprendeu a separar as sílabas das palavras. Portanto, deve lembrar que as palavras terão tantas sílabas quantas forem as emissões de voz usadas para pronunciá-las.

No Anexo B, deste Roteiro, vimos que as palavras recebem uma classificação de acordo com o número de sílabas que a formam. Vimos também que as palavras possuem sílaba tônica e átona.

Para você entender o que é palavra OXÍTONA, PAROXÍTONA E PROPAROXÍTONA, todos os assuntos acima citados precisam ter sido muito bem entendidos, principalmente o que é sílaba tônica.

9. Observe as palavras abaixo relacionadas. Separe as sílabas e identifique a sílaba tônica de cada uma delas:

Coluna 1 Coluna 2 Coluna 3
Cajá – Amável - Chácara -
Caju – Caráter - Médico -
Avião – Brincadeira - Fórmula -
Abacaxi - Álbum - Lágrima -
Alteração - Caderno - República -
Canal - Tesouro - Espírito -

Você observou que:

Na 1ª coluna a sílaba mais forte é sempre a última?

Na 2ª coluna a sílaba mais forte é sempre a penúltima?

Na 3ª coluna a sílaba mais forte é sempre a antepenúltima?

Então, de acordo com o lugar onde a sílaba tônica está na sílaba, a palavra será:

Oxítona – quando a sílaba mais forte está na última sílaba

Paroxítona – quando a sílaba mais forte está na penúltima sílaba

Proparoxítona – quando a sílaba mais forte está na antepenúltima sílaba

Essas informações são importantes para se aprender a acentuar as palavras.

Observação: Em português, só existe a possibilidade da sílaba tônica localizar-se na última, penúltima e antepenúltima sílaba. Não há palavra em que a sílaba tônica recaia na 4ª posição, por mais sílabas que a palavra possua.

Agora vamos ver se você entendeu.

10. Separe, no quadro, as palavras relacionadas abaixo, de acordo com a posição da sílaba tônica:

Apagador, acordo, sílaba, rosa, líquido, semente, quintal, homem, música, árvore, lição, cabelos, centímetros, mesmo, você, crescer, crescem, continuarão, veloz, verão, inverno, rápido, durante, dia, noite, esse, crescimento, quando, parar, cerca, eles,
oxítonas paroxítonas proparoxítonas

(Ver respostas no final do post)

______________________________________________________________________________________

AUTO-AVALIAÇÃO

Separe as palavras que estão em negrito no texto, dentro das colunas abaixo, observando a classificação dada:

Com que rapidez crescem os cabelos?

Em um mês, seus cabelos crescem cerca de um centímetro e meio! Mesmo quando você parar de crescer, eles continuarão a crescer. Esse crescimento é mais veloz no verão do que no inverno e mais rápido durante o dia que durante a noite.

Monossílabos tônicos Monossílabos átonos Palavras oxítonas Palavras paroxítonas Palavras proparoxítonas

Agora, vá até o final do post e veja seus acertos. Se você acertou 30 palavras, parabéns! Você alcançou 80% de acertos. Se tal não aconteceu, consulte as ATIVIDADES SUPLEMENTARES no início do post e siga as instruções.

______________________________________________________________________________________

GABARITOS:

Questão 1: (d)

Questão 2: “E aceitando alegremente a idéia de que poesia é participação.”

Questão 3: (d)

Questão 4: (b)

Questão 5: ( d)

Questão 6: Monossílabos átonos – o, no, a          Monossílabos tônicos –  é, mar, mais, ver, um

Questão 7:

monossílabos dissílabos trissílabos Polissílabos
Foi, dói, céu, mais, qual, pneu, dar, pão Casa, medo, chama, sala, copo, lua, nada, faca, régua, água, livro, ficha, Maria, casarão, minhoca, anexo, discussão, cavalo, chicote, terreno, senhora, progresso, açude, conversar, êxito, Irene Pipoqueiro, supervisor, miserável, silencioso, comunicação, jabuticabeira, cerâmica, orientador, artesanato,

Questão 8:

1.[ guém ]       6.[ ção ]         11.[ me ]           16.[ có ]

2.[ tem ]         7.[ co ]           12.[ as ]            17.[ já ]

3.[ mor ]         8.[ ár ]           13.[ lâm ]          18.[ ju ]

4.[ ção ]          9.[ nú ]          14.[ çar ]           19.[ ão ]

5.[ dar ]         10.[ má ]         15.[ guiu ]         20.[ xi ]

Questão 9:

Coluna 1 Coluna 2 Coluna 3
Ca –

Ca – ju

A – vi – ão

A – ba – ca – xi

Al – te – ra – ção

Ca – nal

A – – vel

Ca – – ter

Brin – ca – dei – ra

ál – bum

ca – der – no

te – sou – ro

Chá – ca – ra

– di – co

Fór – mu – la

– gri – ma

Re – – bli – ca

Es – pi – ri – to

Questão 10:

Palavras oxítonas Palavras paroxítonas Palavras proparoxítonas
Apagador, quintal, lição, você, crescer, continuarão, veloz, verão,  parar, Acordo, rosa, semente, homem, cabelos, mesmo, crescem, inverno, durante, dia, noite, esse, crescimento, quando, cerca, eles, Sílaba, líquido, música, árvore, centímetro, rápido,

AUTO-AVALIAÇÃO:

Monossílabo tônico Monossílabo átono oxítona paroxítona proparoxítona
Um, mês, seus, é, mais Com, que,  os, em, de, e, a, no, do, o Rapidez, você, parar, crescer, continuarão,  veloz, verão, Crescem, cabelos, cerca, meio, mesmo, quando, eles, esse, crescimento, inverno,  dia durante,  noite Centímetro, rápido,

______________________________________________________________________________________

LEITURA SUPLEMENTAR (para reflexão)

A regreção da redassão ou a regressão da redação?

(Qual é o certo? O certo é você ter entendido o que eu quis dizer!)

Semana passada recebi um telefonema de uma senhora que me deixou surpreso. Pedia encarecidamente que eu ensinasse seu filho a escrever:

– Mas, minha senhora – desculpei-me -, eu não sou professor.

– Eu sei. Por isso mesmo. Os professores não têm conseguido muito.

– A culpa não é deles. A falha é do ensino.

– Pode ser, mas gostaria que o senhor ensinasse o menino. O senhor escreve muito bem.

– Obrigado – agradeci -, mas não acredite muito nisso. Não coloco vírgulas e nunca sei onde botar os acentos. A senhora precisa ver o trabalho que dou ao revisor.

[...]

Comentei o fato com um professor, meu amigo, que me respondeu: “Você não deve se assustar, o estudante brasileiro não sabe escrever”. [...] Impressionado, saí à procura de outros educadores. Todos me disseram: acredite, o estudante brasileiro não sabe escrever. Passei a observar e notei que já não se escreve mais como antigamente. Ninguém mais faz diário, ninguém escreve em portas de banheiros, em muros, em paredes. [...]

– Quer dizer – disse a um amigo enquanto íamos pela rua – que o estudante brasileiro não sabe escrever? Isto é ótimo para mim. Pelo menos diminui a concorrência e me garante o emprego por mais dez anos.

– Engano seu – disse ele. – A continuar assim, dentro de cinco anos você terá que mudar de profissão.

– Por quê? – espantei-me. – Quanto menos gente sabendo escrever, mais chance eu tenho de sobreviver.

– E você sabe por que essa geração não sabe escrever?

– Sei lá – dei com os ombros -, vai ver que é porque não pega direito no lápis.

– Não, senhor. Não sabe escrever porque está perdendo o hábito de leitura. E quando o perder completamente, você vai escrever para quem?

Taí um dado novo que eu não havia considerado. Imediatamente pensei quais as utilidades que teria um jornal no futuro: embrulhar carne? Então vou trabalhar num açougue. [...] Imaginei-me com uns textos na mão, correndo pelas ruas para oferecer às pessoas, assim como quem oferece hoje bilhete de loteria:

– Por favor, amigo, leia – disse, puxando um cidadão pelo paletó.

– Não, obrigado. Não estou interessado. Nos últimos cinco anos a única coisa que leio é a bula de remédio.

[...]

– E o senhor, vai? Leva três e paga um.

– Deixa eu ver o tamanho – pediu ele.

Assustou-se com o tamanho do texto.

– O quê? Tudo isso? O senhor está pensando que sou vagabundo? Que tenho tempo pra ler tudo isso? Não dá para resumir tudo em cinco linhas?

[...]

Não há dúvidas: o estudante brasileiro não sabe escrever. Não sabe escrever porque não lê. E não lendo também desaprende a falar. [...]

[...] Os estudantes não escrevem, não lêem, não falam, não pensam. Tudo isso me faz pensar que estamos muito mais perto do que imaginava da Idade da Pedra. A prosseguir nessa regressão, ou a regredir nessa progressão, não demora muito estaremos todos de tacape na mão reinventando os hieróglifos. Nesse dia então a palavra escrever ganhará uma nova grafia: ex-crever.

(Carlos Eduardo Novaes. Os mistérios do aquém. 2ª edição, Rio de Janeiro. Editora Nórdica, 1976)

________________________________________________________________________________________-

BIBLIOGRAFIA

CUNHA, Celso Ferreira da – Gramática da Língua Portuguesa

SILVA, Thaís Cristófaro – Fonética e Fonologia do Português. Editora Contexto

 
Comentários

eu amei este site pq aqui eu pude fazer os trabalhos de portugues
este site e otimo

gostei do site mas precisa melhorar!…………….

Thercia, obrigada pela visita. Você precisa nos informar em que aspecto devemos melhorar. Aguardamos sua sugestão.

adorei este site me ajuda muito nos trabalhos de portugues!!!

e d+ esse site atraves dele faço os trabalhos

nossa gente amei esse saite ele me ajudou me ensinou muito!!!

Parabéns pelo site, na correria encontramos com praticidade tudo que precisamos. Super bacana.

Ótimo site, parabéns!!!!!!

Onde estão as respostas?

Oi, Tecinha! Acho que você não leu com atenção todo o Roteiro de Estudo, pois não descobriu que há várias informações ao longo dele
dizendo onde achar as respostas dos exercícios. Por favor, leia-o novamente e descubra!

Adorei o site, pois estou estudando para concurso público e o site me ajudou muito….

Eu quero saber se rua é oxítona, paroxítona ou proparoxítona?
Nossa, gente! Amei esse site! Ele me ajudou, me ensinou muito!!!

Oi, Taty! A palavra rua é paroxítona. Acho bom você reler o Roteiro de Estudos, principalmente o Anexo D. Mas você precisa entender bem o que foi explicado nos Anexos anteriores, para poder identificar quando a palavra é oxítona, paroxítona ou proparoxítona.

quezia baril dobrado

Adorei muito isso!

Parabéns pelo site!!
Sou professora de letras e sempre faço pesquisa de sites para indicar para meus alunos e com certeza esse é um ótimo site para eles estudarem!

(Goiânia/GO) Parabéns pelo esforço para desenvolver esse trabalho.

Leave a Reply