Português Irado

TEMA 8: Noções de Morfologia: estrutura e significado das palavras.

LIÇÕES DE PORTUGUÊS   –   ROTEIRO Nº 8

I – TEMA: Noções de Morfologia: estrutura e significado das palavras. Radical e palavras cognatas. Afixos: prefixos e sufixos. Desinências. Tema e vogal temática. Vogais e consoantes de ligação. Radicais e prefixos gregos e latinos.

II – PRÉ-REQUISITOS: Ler com compreensão.

III – META: As atividades deste Roteiro foram organizadas com o objetivo de oferecer condições de aprendizagem sobre a estrutura e significado das palavras em português.

IV – PRÉ-AVALIAÇÃO: Antes de ler os textos que compõem este Roteiro, resolva as questões da Auto-avaliação, respondendo apenas ao que souber com convicção. Feito isso, confira suas respostas no gabarito. O resultado dessa avaliação prévia lhe mostrará quais os assuntos do Roteiro que você já domina e aqueles outros a que precisará dedicar mais atenção ao estudar. Quer dizer: é um indício do que você deve fazer para alcançar o nível de desempenho requerido.

V – ATIVIDADES DE ESTUDO: Ler com entendimento é básico para aprender qualquer coisa através da leitura. Por isso, leia o texto do Anexo A, para treinar sua interpretação. Embora a leitura dos outros anexos, em si, seja também uma interpretação de texto, ela é voltada para uma atividade mais específica que é a assimilação de conceitos gramaticais. O texto do Anexo A é mais genérico e serve de treinamento para a compreensão da língua. Portanto, faça o seguinte:

1. Tenha um bom dicionário de português ao seu alcance para consultá-lo sobre as palavras que você desconhece o significado;

2. Procure hora e lugar sossegados para ler os textos e fazer os exercícios. Leitura compreensiva precisa de concentração. O ambiente calmo ajuda na concentração da atenção ao se estudar.

3. Leia primeiro o texto; faça os exercícios logo em seguida; compare suas respostas com o gabarito; veja o que você errou e retorne ao texto para verificar o porquê do erro.

VI – PÓS-AVALIAÇÃO: Após ter feito a leitura compreensiva dos textos e os exercícios, responda às questões da Auto-Avaliação. Ao final, consulte o gabarito para ver seus acertos e erros. Se você acertou 80% das respostas, parabéns! Siga em frente e adquira o próximo Roteiro. Caso contrário, veja o que fazer nas Atividades Suplementares.

VII – ATIVIDADES SUPLEMENTARES: Se você não conseguiu acertar 80% das questões, não desanime! Volte à leitura dos textos. Procure também uma gramática de Português. Exemplo: Gramática da Língua Portuguesa de Celso Ferreira da Cunha, Fundação de Assistência ao Estudante-FAE, Rio de Janeiro, 1992, 12ª Edição. A partir da pág. 87, você encontrará o assunto objeto deste Roteiro. Reestude os assuntos onde ainda persistem as dúvidas e volte a responder as questões da Auto-Avaliação.

______________________________________________________________________________________________________

ANEXO A – INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

UM HOMEM DE CONSCIÊNCIA

  1. Chamava-se João Teodoro, só. O mais pacato e modesto dos homens. Honestíssimo e lealíssimo, com um defeito apenas: não dar o mínimo valor a si próprio. Para João Teodoro, a coisa de menos importância no mundo era João Teodoro.
  2. Nunca fora nada na vida, nem admitia a hipótese de vir a ser alguma coisa. E por muito tempo não quis nem sequer o que todos queriam: mudar-se para terra melhor.
  3. Mas João Teodoro acompanhava com aperto de coração o desaparecimento visível de sua Itaoca.
  4. – Isto já foi muito melhor, dizia consigo. Já teve três médicos bem bons – agora só um, e bem ruinzote. Já teve seis advogados e hoje mal dá serviço para um rábula ordinário como o Tenório. Nem circo de cavalinhos bate mais por aqui. A gente que presta se muda. Fica o restolho. Decididamente, a minha Itaoca está se acabando…
  5. João Teodoro entrou a incubar a ideia de também mudar-se, mas para isso necessitava dum fato qualquer que o convencesse de maneira absoluta de que Itaoca não tinha mesmo conserto ou arranjo possível.
  6. – É isso, deliberou lá por dentro. Quando eu verificar que tudo está perdido, que Itaoca não vale mais nada de nada de nada, então eu arrumo a trouxa e boto-me fora daqui.
  7. Um dia aconteceu a grande novidade: a nomeação de João Teodoro para delegado. Nosso homem recebeu a notícia como se fosse uma porretada no crânio. Delegado, ele! Ele que não era nada, nunca fora nada, não queria ser nada, não se julgava capaz de nada…
  8. Ser delegado numa cidadezinha daquelas é coisa seríssima. Não há cargo mais importante. É o homem que prende os outros, que solta, que manda dar sovas, que vai à capital falar com o governo. Uma coisa colossal ser delegado – e estava ele, João Teodoro, de-le-ga-do de Itaoca!
  9. João Teodoro caiu em meditação profunda. Passou a noite em claro, pensando e arrumando as malas. Pela madrugada, botou-as num burro, montou no seu cavalinho magro e partiu.
  10. Antes de deixar a cidade, foi visto por um amigo madrugador.
  11. – Que é isso, João? Para onde se atira tão cedo, assim de armas e bagagens?
  12. – Vou-me embora, respondeu o retirante. Verifiquei que Itaoca chegou mesmo ao fim.
  13. – Mas como? Agora que você está delegado?
  14. – Justamente por isso. Terra em que João Teodoro chega a delegado, eu não moro. Adeus.
  15. E sumiu.

(Monteiro Lobato, CIDADES MORTAS. 12a Edição. São Paulo, Editora Brasiliense, 1965)

Feito a leitura, resolva estas questões, de acordo com o texto:

1. O texto de Monteiro Lobato retrata uma cidade que teve seus grandes dias na cultura do café. Pouco a pouco, entretanto, a cidade foi-se acabando. Dentre as alternativas abaixo qual a que explica a debilidade de Itaoca:

a.(  ) A deficiência dos meios de transporte impedia o escoamento da produção do café.

b.(  ) As pessoas mais cultas mudavam-se, buscando o conforto das grandes cidades.

c.(  ) O enfraquecimento das terras fazia o eixo econômico deslocar-se para outra região.

d.(  ) Os cargos importantes foram dados, por abuso de poder político, a pessoas incapacitadas.

2. O autor descreve João Teodoro como homem pacato, modesto, honesto, leal. Qual destas características poderia também fazer parte dessa descrição?

a.(  ) otimista       b.(  ) derrotista       c.(  ) idealista      d.(  ) conformista

3. João Teodoro resistiu à idéia de mudar-se, mas essa decisão não era definitiva. Em que situação ele se mudaria?

a.(  )Quando não tivesse mais ninguém morando na cidade.

b.(  )Quando a cidade voltasse a ser o que era antes.

c.(  )Quando algum fato o convencesse de que a cidade não oferecia mais motivo para continuar morando nela.

d.(  )Quando a cidade não tivesse mais nem médicos e advogados.

4. No entender de João Teodoro, as atribuições do delegado são: “…que prende os outros, que solta, que manda dar sovas, que vai à capital falar com o governo.” Ele está:

a.(  ) certo, pois são essas as atribuições de todo delegado, de acordo com a Lei.

b.(  ) errado, pois os delegados só podem prender ou soltar pessoas mediante autorização do juiz; não podem autorizar nenhum tipo de castigo corporal, psicológico ou mental.

c.(  ) certo, porque são os delegados que decidem tudo o que deve ser feito na cidade onde atuam.

d.(  ) errado, porque são do governador essas atribuições.

5. Dê o significado dos verbos destacados nas frases abaixo:

a. Nem circo de cavalinho bate mais por aqui.  _____________________________________________________

b. João Teodoro entrou a incubar a ideia de também mudar-se. ______________________________________________

6. Dê o significado das seguintes palavras que aparecem no texto:

a. pacato (parág. 1) ________________b. rábula (parág. 4) ___________________c. restolho (parág. 4) ________________

7. Explique a diferença de sentido entre:

a) ser delegado ______________________________________________________________________________________

b) estar delegado _____________________________________________________________________________________

GABARITO:

1.b   2.d   3.c   4.b    5.a) aparece     b) pensar na ideia, amadurecer a ideia

6.a) Homem que não fala muito, quieto e que não briga com ninguém

b) Pessoa que atua como advogado, sem ter concluído um curso de Direito.

c) Resto, material ou pessoa sem qualidade.

7.a) Ser delegado – ter estudado e ter feito um concurso público para exercer tal profissão.

b) estar delegado – exercer a atividade porque foi designado por autoridade governamental, sem concurso.

_______________________________________________________________________________________________________

ANEXO B    -    ESTRUTURA DAS PALAVRAS

Você já prestou atenção ao corpo humano? Nas partes que o compõem? Percebeu que algumas dessas partes são visíveis, como o cabelo, as unhas, a pele, e que outras nós não as vemos, como os ossos, o cérebro, o coração? O corpo humano possui elementos que, juntos, o compõem, o formam. Assim também acontece com as palavras.

A língua é o conjunto de palavras que nos possibilita a comunicação com outras pessoas. Muita gente crê que conhecer uma língua é simplesmente saber o significado das palavras que a formam. Embora isso seja fundamental, não é o suficiente. É muito importante que conheçamos a ESTRUTURA DAS PALAVRAS, ou seja, devemos conhecer os elementos que as formam, pois esse conhecimento nos ajudará na compreensão de seu significado e no emprego correto quando as usarmos.

Os elementos mórficos ou MORFEMAS

As palavras podem ser divididas em pedaços menores, a que damos o nome de ELEMENTOS MÓRFICOS ou MORFEMAS. Observe a palavra pedrinhas:

PEDR – elemento base da palavra, isto é, aquela parte que contém o significado;

INH – indica que a palavra está no grau diminutivo

A – indica que a palavra é do gênero feminino

S – indica que a palavra está no plural

Portanto, morfemas são unidades mínimas que indicam determinados significados ao se juntarem às palavras.

Chama-se ANÁLISE MORFOLÓGICA o processo pelo qual se estuda e se identifica os elementos que formam a palavra e seus significados. Algumas palavras, entretanto, não possuem esses elementos, razão pela qual não podem ser divididas em unidades menores. Exemplos: mar, sol, lua, luz, etc… Mas, é a partir delas que vamos formar outras palavras.

RADICAL E PALAVRAS COGNATAS

Observe as palavras abaixo:

Mar – é       (fluxo e refluxo das águas do mar)

Mar – esia    (mau cheiro do mar)

Mar – ítimo   (que fica perto do mar, naval)

Mar – inho    (relativo ao mar)

Mar – inheiro (homens que trabalham em navios que andam no mar)

mar – emoto   (tremor de terra no fundo do mar que provoca ondas altíssimas)

mar – ujo     (o mesmo que marinheiro)

Você deve ter percebido que há uma parte da palavra que se repete nas outras: MAR, que significa uma grande massa de água salgada que cobre uma extensão considerável da superfície da Terra. Estamos diante de um MORFEMA (que neste caso, também é uma palavra). Este morfema serve de base para a formação de outras palavras, cujos significados tem uma relação com esta base: MAR. A esta base damos o nome de RADICAL.

Às palavras que possuem o mesmo radical damos o nome de PALAVRAS COGNATAS ou FAMÍLIAS ETIMOLÓGICAS (do grego ETYMON = origem).

Portanto: Radical é o elemento comum a palavras da mesma família e que serve como base do significado.

Palavras cognatas ou famílias etimológicas são palavras que se agrupam em torno de um mesmo radical e que possuem uma ligação ao significado do radical que a originou.

Exemplo de palavras cognatas:

Pedr – a;  Pedr – eiro;  Pedr – egulho;  Pedr – adra;  a – pedr – ejamento;  pedr – inhas;  pedr – aria

Exercício

1. A partir dos radicais abaixo, crie dois cognatos:

Gás – _______________________________________

Mar – _______________________________________

Lua – _______________________________________

Sal – _______________________________________

Ave – _______________________________________

Pai – _______________________________________

Mãe – _______________________________________

Sol – _______________________________________

Luz – _______________________________________

Bem – _______________________________________

2. Assinale a alternativa em que não ocorrem três cognatos:

a. (  ) alguém, algo, algum

b. (  ) ler, leitura, lição

c. (  ) ensinar, ensino, ensinamento

d. (  ) candura, cândido, incandescência

e. (  ) viver, vida, vidente

3. Assinale a opção em que todos os vocábulos apresentam radical com idêntico valor semântico:

a.(  ) luz, lunático, alunissar

b.(  ) vida, vital, vitimar

c.(  ) terra, terrorista aterrorizar

d.(  ) fruto, frutífero, frutificar

e.(  ) campo, camponês, capinar

GABARITO:

1.  Você pode criar palavras, desde que elas possuam o radical dado e que guardem o parentesco de significado com o radical.

2.  Alternativa “e”          3.  Alternativa “d”

AFIXOS

São elementos mórficos que juntamos ao radical para formar palavras novas. Classificam-se em:

. prefixos – quando vêm antes do radical.    Ex.: in-feliz    des-coberto

. sufixos – quando vem depois do radical.    Ex.: limp-eza fals-ário

Exercício

No texto abaixo, separe o radical do prefixo ou sufixo das palavras, quando for possível ou existirem, e indique-os no quadro abaixo.

Cidadezinha qualquer

(Carlos Drummond de Andrade)

Casas entre bananeiras

Mulheres entre laranjeiras

Pomar, amor, cantar.

Um homem vai devagar

Um cachorro vai devagar

Um burro vai devagar

Devagar… as janelas olham

Eta vida besta, meu Deus!

prefixo radical sufixo

GABARITO:

prefixo radical sufixo
cidade Zinha
cas As
banan Eiras
mulher es
laranj eiras
pom Ar
am Or
cant Ar
hom Em
devag Ar
burr O
janel a
olh Am
vid A
best A
Deus

DESINÊNCIAS

São partes da palavra que se ligam ao radical para indicar flexões gramaticais, isto é, indicam o gênero (masculino/feminino), o número (singular/plural), o grau (aumentativo/diminutivo), o tempo verbal(passado/presente/futuro). Existe dois tipos de desinências:

. desinências nominais: indicam o gênero, o número e o grau dos nomes (substantivos, artigos, adjetivos, e alguns pronomes).

Ex.:  menin - Radical

inh – desinência  nominal de grau

o - desinência nominal de gênero

s - desinência nominal de número

. desinência verbais: indicam nos verbos, o tempo (presente/passado/futuro), o modo (indicativo/ subjuntivo/imperativo), o número (singular/plural) e a pessoa (1a 2a 3a ). As que indicam o tempo e o modo são chamadas de desinências modo-temporais; as que indicam o número e a pessoa são chamadas de desinências número-pessoais.

Ex.:   vend + e + ri + am  =  vend - radical;  e - vogal temática;  re – desinência modo-temporal;   am – desinência número-pessoal

cant + á +  va +  mos = cant – radical;   á - vogal temática;    va - desinência modo-temporal;   mos – desinência número-pessoal

VOGAL TEMÁTICA E TEMA

Nos verbos, vamos encontrar uma partícula formada por vogal que indica a que conjugação o verbo pertence. É a vogal temática:

a = 1a. conjugação        e = 2a. conjugação       i = 3a. conjugação

Ao conjunto do radical + vogal temática damos o nome de tema. Nos exemplos dados acima os temas são:

canta-, vende-

Obs.: O verbo por e seus compostos (compor, repor, dispor, decompor, etc.) pertencem à 2a. conjugação por causa de sua origem latina “poer”.

VOGAIS E CONSOANTES DE LIGAÇÃO

Às vezes encontramos nas palavras vogais ou consoantes que não possuem significado algum. Sua única função é facilitar a pronúncia. É um recurso que os falante, ao longo do tempo, introduziram na palavra para torná-la mais aceitável ao ouvido.

Ex.:    paris + i + ense =  paris – radical;    i - vogal de ligação;    ense – desinência nominal

Pau +  l + ada  =  pau – radical;   l - consoante de ligação;     ada - desinência nominal

DIFERENÇA ENTRE RADICAL E PREFIXO

Não devemos confundir radical com prefixo. O radical é a parte fixa da palavra que possui um significado permanente. O prefixo é a parte que vem antes do radical e que cria outra palavra a partir do sentido permanente do radical.

Ex.:    anti +  beli +  c +  oso =  anti – prefixo;   beli - radical;   c – consoante de ligação;    oso – desinência nominal

O radical beli significa guerra;  Belicoso, significa afeito à guerra;    Antibelicoso, significa contrário à guerra

O prefixo anti- significa “contrário a”, que junto ao radical beli- (guerra) cria uma palavra com outro significado.

Exercício

1. Separe e classifique os elementos mórficos das palavras abaixo:

a. pedrinhas

b. lugarejo

c. desleal

d. cantássemos

e. vendêramos

GABARITO

a. pedr = radical;    inh = desinência nominal de grau;     a = desinência nominal de gênero     s = desinência nominal de número

b. lugar = radical     r = consoante de ligação     ejo = desinência nominal de grau

c. des = prefixo     leal = radical

d. cant = radical     a = vogal temática       sse = desinência modo temporal      mos = desinência número pessoal

e. vend = radical      e = vogal temática       ra = desinência modo temporal       mos = desinência numero pessoal

RADICAIS E PREFIXOS GREGOS E LATINOS

Grande parte das palavras em português vem do grego antigo e do latim. Você deve saber que essa herança vocabular se deu por causa da expansão do Império Romano (veja isso no Roteiro de Estudos nº 01), que levou o latim e o grego para todas as províncias romanas.

Por isso é muito importante que você conheça alguns radicais e prefixos gregos e latinos. Isto o ajudará na compreensão do significado das palavras da língua portuguesa. A seguir, listamos alguns:

RADICAIS DE ORIGEM GREGA

Radical significado exemplo
acro alto Acrópole, acrobata, acrofobia
aero ar Aeroporto, aeronáutica, aerofagia
Agogo O que conduz Demagogo. pedagogo
agro campo Agronomia, agrovila
Alg, algia dor Nevralgia, analgésico
andro homem Andróide, andrógino
anemo vento Anemômetro, anemofilia
antropo homem Antropologia, antropofagia
arqueo antigo Arqueologia, arqueozóico
arquia governo Anarquia, monarquia, poligarquia
atmo Gás, vapor Atmosfera, atmógrafo
auto por si mesmo Automóvel, autobiografia
baro Peso, pressão Barômetro, barógrafo
biblio livro Biblioteca, bibliografia
bio vida Biologia (estudo dos seres vivos)
caco mau Cacofonia (mau som)
cali belo Caligrafia (bela escrita)
cardio Coração Cardiologia (estudo do coração)
cefalo cabeça Cefalóide (que tem forma de cabeça)
cine movimento Cinema, cinemática, cinética
cino Cão Cinocéfalo
cito Célula Citologia, citoplasma
cloro verde Clorofila, cloroplasto
cosmo mundo Cosmopolita, cosmonauta
Cracia governo Democracia, teocracia
cromo cor Cromoterapia, acromia, cromático
Crono tempo Cronômetro (o que mede o tempo)
datilo dedo Datilografia, datiloscopia
demo povo Democracia (governo do povo)
derme pelo Dermatologia, dermite, epiderme
dinamo força Dinamômetro, dinamometria
dromo corrida Hipódromo, autódromo
eco Casa, hábitat Ecologia, economia
edro base Poliedro, decaedro
etimo origem Etimologia, etimológico
etno Raça, povo Etnologia, etnocêntrico
fago Que come Antropófago, hematófago
filo amigo Filosofia, bibliófilo
fito vegetal Fitófago, fitologia
flebo veia Flebite, flebotomia
fobia Medo, aversão Claustrofobia, hidrofobia
Fono,fone Voz, som Fonologia, fonética, telefone
foto luz Fotofobia, fotômetro
gamia casamento Bigamia, poligamia
Gastro Estômago Gastrite, gastrologia
gene origem Genealogia, genética
geo terra Geologia, geometria
gineco mulher Ginecologia, ginecocracia
gono ângulo Pentágono, polígono
grafia escrita Ortografia, paleografia
helio sol Heliocêntrico, heliolatria
hemi metade Hemisfério, hemiciclo
hemo sangue Hemorragia, hemofílico
hepato Fígado Hepatite, hepatologia
hetero diferente Heterônimo, heterossexual
hidro Água Hidrômetro, hidrografia
hiero sagrado Hierografia, hieróglifos
higro Úmido Higrômetro,
Hipno sono Hipnofobia, hipnose, hipnotismo
hipo cavalo Hipódromo, hipomania
homo Mesmo, igual Homossexual, homógrafo
icono imagem Iconoclasta, iconografia
ictio peixe Ictiologia, ictiofagia
iso igual Isósceles, isonomia
lito pedra Litogravura, litogravura
logo Estudo, palavra Etnólogo, geólogo, diálogo
macro Grande, longo Macrocéfalo, macroeconomia
mega grande Megalópole, megalomania
Meso meio Mesóclise, Mesopotâmia
metro medida Cronômetro, diâmetro
micro pequeno Micróbio, mricrofilme
miso Aversão Misógino, misogamia
morfo forma Morfologia, amorfo
necro Morto, morte Necrotério, necrologia, necrofobia
neo novo Neologismo, neofobia
noso doença Nosocômio, nosologia
odonto dente Odontologia, periodontia
oftalmo olho Oftalmologia, oftalmólogo
oligo pouco Oligarquio, oligopólio
ornito Pássaro Ornitologia, ornitólogo
orto Correto Ortodontia, ortopédico, ortografia
pan Tudo, todos Pan-americano. Panteísmo
pedo criança Pedofilia, pediatria, pedagogia
pato doença Patologia (estudo das doenças)
piro fogo Pirotécnico, piromania
pluto riqueza Plutocracia, plutocrata
poli muitos Polissílabo, politeísta
potamo rio Hipopótamo, Mesopotâmia
proto primeiro Protótipo, protozoário
pseudo falso Pseudônimo, pseudofruto
psico O íntimo do ser humano Psicologia, psicanálise
quiro Mão Quiromancia, quirografário
rizo raiz Rizotônico, rizomorfo
Sofia, sofo sabedoria Filosofia, filósofo
taqui Rápido Taquigrafia, taquicardia
teca Coleção Mapoteca (coleção de mapas)
tecno Arte, ciência Tecnologia, tecnocrata
tele longe Telefone, telescópio
teo deus Teocracia, teologia
termo calor Termômetro,termoelétrica
topo lugar Topologia, topografia
Trofia desenvolvimento Atrofia (falta de desenvolvimento)
xeno estrangeiro Xenofobia (aversão ao estrangeiro)
zoo animal Zoologia (estudo dos animais)

PREFIXOS DE ORIGEM GREGA

Prefixo Significado Exemplos
A-, an- Negação, privação Ateu, anarquia
Ana- Inversão,repetição Anástrofe, anáfora
Anfi- Duplicidade, dualidade, circularidade Anfíbio, anfiteatro
Anti- Ação contrária, oposição Antiaéreo, antipatia
Apo- Afastamento, separação Apogeu, apóstata
Arce-

arque- arqui-

superioridade Arcebispo, arquibancada, arquidiocese, arquétipo
Cata- Movimento para baixo Cataclimo, catarata
Dia- Movimento através Diagonal, diâmetro
Dis- dificuldade Disenteria, dispnéia
e-, en- Posição interna Elipse, encéfalo
Ec-, ex- Posição exterior, movimento p/fora Eclipse, exorcismo
Endo- Posição interior Endoscópio, endotérmico
Epi- Posição superior Epiderme, Epicentro
eu Bem, bom Eufemismo, eufonia
hemi metade Hemiciclo, hemisfério
hiper excesso Hipertrofia, hipertensão
Hipo- Deficiência, posição inferior Hipodérmico, hipoteca
Meta- Transformação, mudança Metamorfose, Metáfora
Para- Ao lado de Paralelo, parágrafo
Peri- Em torno de Perímetro, periscópio
Pro- anteriormente Prólogo, prognóstico
Sin- Reunião sincronia

RADICAIS DE ORIGEM LATINA

Radical significado exemplo
agri campo Agricultor, agrícola
Ambi duplicidade Ambidestro, ambíguo
arbor Árvore Arborizar, arbóreo
avi ave Avicultura, avícola
beli guerra Belicoso, beligerante
Bi, bis Duas vezes pede, bisavô
Calor(i) calor Calorimetria, caloria
Capit(i) cabeça Decapitar, capital
cida Que mata Suicida, homicida
cola Que cultiva Vinícola, agrícola
cruci cruz Crucifixo, crucificar
cultura cultivar Apicultura, piscicultura
curvi curvo Curvilíneo, curvicórneo
ego eu Egocentrismo, egolatria
Equi igual Equivalente, equidade
evo idade Medievo, longevo
fero Que contém, produz Aurífero, mamífero
fico Que faz,  produz Benéfico, frigorífico
fide Fidedigno, fidelidade
forme forma Uniforme, biforme
frater Irmão Fraterno, fraticida
fugo Que foge Centrífugo, lucífugo
gero Que contém, produz Lanígero, belígero
herbi erva Herbicida, herbívoro
loco lugar Localizar, localidade, locatário
ludo jogo Ludoterapia, lúdico
mater Mãe Materno, maternidade,
morti morte Mortífero, mortificar
multi muito Multinacional, multilateral
oni todo Onipresente, onisciente
pari igual Paridade, pariforme
paro Que produz Ovíparo, multíparo
pater pai Paterno, paternidade
pede Pedestre, bípede
pisci peixe Piscicultura, piscoso
pluri Vários Plurianual, pluricelular
pluvi chuva Pluvial, pluviômetro
puer criança Pueril, puericultura
quadri quatro Quadrilátero, quadrimotor
reti Reto, direito Retilíneo, retiforme
Sacar(i) Açúcar Sacarose, sacarina
sapon Sabão Saponáceo, saponificar
silvi Selva, floresta Silvicultor, silvícola
Taur(i) touro Taurino, tauromaquia
tri Três Tricolor, triângulo
umbra sombra Penumbra, umbroso
uxor esposa Uxoricida, uxório
vermi verme Vermífugo, verminose
voro Que come Carnívoro, herbívoro

PREFIXOS DE ORIGEM LATINA

PREFIXO SIGNIFICADO EXEMPLO
Ab, abs Afastamento, separação Abdicar, abster
A, ad Aproximação, direção Adjunto, advogar, abeirar
ante que vem antes Antebraço, antepor, anterior
Ben, bene bem Bendito, beneficente, benéfico
circun Movimento em torno Circunavegação, circunferência
cis Posição aquém Cisalpino, cisplatino
Com, con, co Proximidade, companhia Combinação, contemporâneo, coautor
contra Oposição, ação contrária Contradizer, contra-ataque
Des, Separação Desgraça
dis Negação discordar
Em, en Movimento para dentro Embarcar, enterrar
Ex, es Movimento para fora Exonerar, escorrer
extra Posição exterior, fora de Extraoficial, extraordinário
Im, in, i Negação Imberbe, infeliz, ilegal
infra Posição inferior, abaixo Infra-assinado, infravermelho
Inter, entre Entre, posição intermediária Intercalar, entrelaçar
Intra, intro, in Posição interior, movimento para dentro Intravenoso, introvertido, injeção
justa Posição de lado Justapor, justalinear
Mal, male mal Malcriado, maledicente, maléfico
Ob, o Posição frontal Opor, objetar
pen quase Penumbra, península
per Movimento através de Percorrer, perambular
pos Posição atrás Posterior, póstumo, postergar
pre Posição anterior Prefácio, preconceito
pro Movimento para frente Projetar, procrastinar
re Movimento para trás, repetição Regredir, refazer, repor
retro Movimento mais para trás Retrocesso, retrospectiva
so, sub Posição abaixo Soterrar, subsolo, submergir
Super, supra, sobre Posição inferior Superhomem, supracitado, sobreloja
trans Posição além de, através Transatlântico, Transamazônia
ultra Posição além do limite, excesso Ultramarino, ultravioleta
Vis, vice Substituição, no lugar de Visconde, vicerreitor, vicerrei

AUTO-AVALIAÇÃO

1. A partir dos radicais abaixo, crie dois cognatos:

Gás – _______________________________________

Mar – _______________________________________

Lua – _______________________________________

Sal – _______________________________________

Ave – _______________________________________

Pai – _______________________________________

Mãe – _______________________________________

Sol – _______________________________________

Luz – _______________________________________

Bem – _______________________________________

2. Assinale a alternativa em que não ocorrem três cognatos:

a. (  ) alguém, algo, algum

b. (  ) ler, leitura, lição

c. (  ) ensinar, ensino, ensinamento

d. (  ) candura, cândido, incandescência

e. (  ) viver, vida, vidente

3. Assinale a opção em que todos os vocábulos apresentam radical com idêntico valor semântico:

a.(  ) luz, lunático, alunissar

b.(  ) vida, vital, vitimar

c.(  ) terra, terrorista aterrorizar

d.(  ) fruto, frutífero, frutificar

e.(  ) campo, camponês, capinar

4.No texto abaixo, separe o radical do prefixo ou sufixo das palavras, quando for possível ou existirem, e indique-os no quadro abaixo.

Cidadezinha qualquer

(Carlos Drummond de Andrade)

Casas entre bananeiras

Mulheres entre laranjeiras

Pomar, amor, cantar.

Um homem vai devagar

Um cachorro vai devagar

Um burro vai devagar

Devagar… as janelas olham

Eta vida besta, meu Deus!

prefixo radical sufixo

5. Separe e classifique os elementos mórficos das palavras abaixo:

a. pedrinhas

b. lugarejo

c. desleal

d. cantássemos

e. vendêramos

GABARITO DA AUTOAVALIAÇÃO:

Questão 1. Você pode criar palavras, desde que elas possuam o radical dado e que guardem o parentesco de significado com o radical.

Questão 2. Alternativa “e”

Questão 3. Alternativa “d”

Questão 4.

prefixo radical sufixo
cidade Zinha
cas As
banan Eiras
mulher es
laranj eiras
pom Ar
am Or
cant Ar
hom Em
devag Ar
burr O
janel a
olh Am
vid A
best A
Deus

Questão 5.

a. pedr = radical;    inh = desinência nominal de grau;     a = desinência nominal de gênero    s = desinência nominal de número

b. lugar = radical     r = consoante de ligação       ejo = desinência nominal de grau

c. des = prefixo     leal = radical

d. cant = radical     a = vogal temática     sse = desinência modo temporal    mos = desinência número pessoal

e. vend = radical    e = vogal temática     ra = desinência modo temporal     mos = desinência numero pessoal

 
Comentários

ADOREI! OTIMO!!! EXCELENTE!!!SENSACIONAL!!! A PAGINA ESTA NOTA 1000

Adorei! Muito bom! A página está 1001!!!!!!

Leave a Reply